17.09.2015
Autor: Box1824

Botão “não curti” não vai ser como você imagina

Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, admitiu que há muito tempo os usuários pedem por um botão “não curti”. E isso está prestes a se tornar realidade. “Não queremos transformar o Facebook em um fórum no qual as pessoas possam votar a favor ou contra as atualizações dos outros” — explicou Zuckerberg. “Isto não ajudaria a construir o tipo de comunidade que queremos criar. Você não ia querer passar pelo processo de compartilhar um momento que foi importante para você em seu dia e ver como alguém dá votos negativos àquilo”.

Ou seja, não se trata de fazer as pessoas se sentirem mal ou encher o Facebook de discussões polarizadas. A ideia de Zuckerberg é procurar maneiras de expressar sua empatia com experiências nas quais um ‘curtir’ não seria a resposta adequada. “Nem todos os momentos são bons – explicou Zuckerberg –, e se você está compartilhando algo triste, seja de atualidade, como a crise dos refugiados, ou a morte de um membro da família, talvez não se sinta confortável com um ‘curtir’. Então, acho que é importante dar às pessoas mais opções”.

O The New York Times afirmou que, em dezembro, Zuckerberg disse a um grupo de usuários que a empresa não tinha encontrado a maneira de adicionar este botão de forma que resultasse em uma ação positiva e não negativa. Isto é, uma maneira de mostrar seu apoio a um amigo que perdeu o emprego, por exemplo, um “não curto o que você está me contando”. Não é estranho que o Facebook esteja demorando tanto: não se trata de um sentimento fácil de expressar apenas com um ícone ou um par de palavras.

Costuma-se afirmar que outra razão pela qual o Facebook tem resistido a este botão é a publicidade. As marcas não gostariam que alguém pudesse dar votos negativos a suas ofertas e produtos. No entanto, este impacto negativo também foi descartado no Quora por Tom Whitnah, outro engenheiro do Facebook, já em 2012: “Há muitas razões pelas quais quase ninguém no Facebook quer este botão, mas nunca ouvi nenhuma conversa sobre o seu impacto nos anunciantes e tudo o que li sobre a sua influência nesta decisão está tão longe da verdade como se pode imaginar. A decisão sempre teve como base o impacto negativo que esta dinâmica teria na experiência dos usuários”.

Whitnah escreve que, embora muitos desejassem um botão “não curti”, quase ninguém acharia bom vê-lo usado em suas próprias fotos e atualizações. Além disso, este botão não só aumentaria o nível de negatividade, também faria com que muita gente compartilhasse menos conteúdo.

Via.

Tags:

Matérias Relacionadas

Made by:

by

For:

vivo

VIVO - Conectados vivemos melhor