30.09.2016
Autor: Box1824

Novas tecnologias, velhos problemas

A economia compartilhada surgiu, dentre outros motivos, como uma forma de promover maior acesso a produtos e serviços, sem a necessidade da posse. Porém, velhos problemas sociais ainda fazem com que esse acesso não seja tão democrático assim. Empresas como Airbnb e Uber, que já surgiram nessa nova lógica, vêm sofrendo com alguns problemas de preconceito étnico.

Um caso que ilustra esse problema foi de uma gerente de hotelaria: Daniela é negra e teve seu pedido de aluguel negado por afirmarem que o apartamento já havia sido alugado. Logo em seguida, seu namorado, que é branco, fez o pedido e constatou que o imóvel, na verdade, ainda estava disponível.

Como o funcionamento das plataformas é pautado na avaliação mútua entre usuários e fornecedores, muitas vezes a reputação dos mesmos é “concebida” antes mesmo da troca acontecer. Em resposta a esses casos, a ONG ShareBetter criou uma campanha com a hashtag #AirbnbWhileBlack. Depois da mobilização de vários usuários, a empresa entendeu que não basta ter uma plataforma acessível, mas também possuir ferramentas que garantam a inclusão e, ao menos, diminuam a discriminação. Clique aqui e saiba mais.

Matérias Relacionadas

Made by:

by

For:

vivo

VIVO - Conectados vivemos melhor