25.06.2015
Autor: Box1824

“O big data está ampliando os desequilíbrios de poder”

De 2010 a 2012, o artista de dados canadense Jen Thorp integrou a equipe de um ousado laboratório de pesquisa e inovação do New York Times que desenvolve projetos baseados nas últimas tendências da tecnologia e do mundo dos dados. O estúdio que ajudou a fundar, o Office For Creative Research, explora novas formas de gerar engajamento com os dados por meio de pontes entre artes e ciências.

Com exposições no MoMA e outros museus em diversos países, ele promove palestras defendendo que as informações que todos nós produzimos diariamente são parte indissociável de nossas vidas. Por serem ferramentas de empoderamento, Thorp diz que não só podemos, como devemos, ter acesso a elas. Segue um trecho da entrevista que concedeu à revista GALILEU:

“O “big data” – sempre uso aspas quando digo isso – empregado corretamente pode resolver um grande número dos nossos maiores problemas, mas também pode causar muitos danos que ainda sequer conhecemos. Por ter tanto potencial para o poder, também tem potencial para o ~desequilíbrio de poder~. O que vemos agora é que os dados estão ampliando os desequilíbrios de poder que já existem, e uma das grandes questões é como mudar isso. Como colocar o poder dos dados nas mãos das pessoas desprovidas de poder, ao invés de colocá-lo nas mãos dos que já são poderosos demais.”

Leia a entrevista completa aqui.

Made by:

by

For:

vivo

VIVO - Conectados vivemos melhor