10.06.2015
Autor: Box1824

Sobre vídeos publicitários na internet

Um texto do Faris Yakob,  fundador do Genius Steals, afirma que hoje “nada mais na internet tem interação. Tudo é vídeo”. Ele tem razão. Quase tudo é baseado em uma ação offline que gera um videocase que no fim do dia vira um comercial.

Mas o fato é que o público está mais passivo mesmo. Está tendo o mesmo comportamento que tem na TV. E quando notamos, estamos editando vídeos já com o autoplay do Facebook na cabeça ou pensando em pre-roll de 5 segundos do YouTube.

Continuamos vendo marcas colocando todos os seus comerciais no YouTube. As vezes na esperança de que esse conteúdo pegue na internet e que isso impulsione na TV e outras vezes apenas pensando no YouTube como um repositório de vídeos da marca. Existem poucos motivos para as pessoas procurarem por comerciais no YouTube:

videos-internet-marcas

Fato: A internet agora está cada vez mais sobre vídeos. Seja no YouTube, Vimeo, Facebook, Periscope, Meerkat ou Vine e Instagram todas plataformas que tem vídeo como uma das maneiras de expressão seja de 6 segundos até streaming em tempo real.

Quando todo mundo está na frente de uma tela com capacidade de assistir video, isso tem que ser visto como uma evolução. Audiência gigante assistindo onde e quando quer. Talvez seja o momento de mudar e parar de pensar em device (TV, celular, computador) para começar a pensar em conteúdo consumido independente de onde isso aconteça.

Somando isso a métricas eficazes, a história dos vídeos fica muito mais interessante. Mas como estimular uma maior interação do espectador com esse conteúdo?

Leia o artigo completo no Brainstorm9.

Matérias Relacionadas

Made by:

by

For:

vivo

VIVO - Conectados vivemos melhor